Skip to content

Publicado por Grupo SERES

Entrevista online X Entrevista presencial: uma pode substituir a outra?


Com o alto número de profissionais à procura de vagas no mercado de trabalho, as empresas precisaram buscar maneiras de dinamizar e acelerar todo o processo de avaliação do candidato até a possível contratação. Um dos caminhos muito utilizados hoje são as entrevistas online, através de programas e aplicativos de comunicação por vídeo-chamadas, por exemplo. E essa ferramenta se tornou um grande facilitador para os recrutadores. No entanto, apesar de cada vez mais utilizado, será que este formato já é capaz de substituir completamente a entrevista presencial?

A entrevista presencial é um procedimento muito antigo e utilizado em quase todos os processos de recrutamento – pelo menos em uma das etapas. No entanto, exige diferentes tipos de recursos, como a disponibilidade de data, horário, um local na empresa e o translado do candidato. Se forem muitos concorrentes à vaga, o processo pode se tornar demorado, cansativo para os recrutadores e custoso para as empresas.

Para as empresas:
O recurso do vídeo no recrutamento é uma solução que busca rapidez e praticidade. Com ele, é possível observar pontos importantes no candidato – como em uma entrevista presencial: a forma como este se veste, se porta e se comunica; além disso, ainda pode-se fazer a gravação desta entrevista e manter o arquivo na empresa para que outros recrutadores também assistam.

Por meio dessa ferramenta, também se torna possível fazer contato com talentos que morem em outras cidades/estados, sem a necessidade de uma das partes fazer o investimento no translado, fora o tempo que é economizado.

Os custos para o processo seletivo neste formato também tendem a ser menores, já que é possível economizar com ligações, inúmeros encontros presenciais, deslocamento e até pagamento de horas extras dos profissionais envolvidos no recrutamento.

Aparentemente, então, a entrevista online oferece muitos benefícios para as empresas. No entanto, pesquisas apontam que são os candidatos que preferem esta opção e que a maioria das empresas ainda não a utiliza em nenhuma etapa. Além disso, pouco se fala também na substituição completa dos encontros pelas conversas em vídeo.

Muitos recrutadores avaliam a entrevista presencial como necessária para entender as intenções e interesses reais do candidato e, assim, fazer uma escolha mais assertiva. Desta forma, a entrevista online, por enquanto, é uma maneira de simplificar as fases iniciais de triagem, para que só os candidatos que se encaixam ao perfil exato que a empresa busca compareçam ao encontro.

Para os candidatos:
O profissional que for chamado para uma entrevista de emprego deve se preparar da mesma forma, independente de como ou onde será – presencial ou online.

Para os dois tipos de seleção, é importante ter cuidado com a vestimenta, pontualidade, demonstrar interesse, atenção e se preparar bem – você deve ser autêntico e saber falar tanto sobre o seu trabalho, como sobre a empresa.

No entanto, para as entrevistas em vídeo, alguns cuidados a mais são essenciais. Faça testes prévios com a sua câmera, microfone e com o programa que será utilizado. Além disso, escolha bem o lugar onde vai ficar: ele deve ser tranquilo, silencioso e arrumado.

Empresas do Grupo