Aprenda a desenvolver 7  habilidades e competências essenciais para qualquer profissional

habilidade e competencia

Você sabe a diferença entre habilidade e competência? Por mais que elas pareçam sinônimas, são diferentes em alguns aspectos. Enquanto as do primeiro grupo são qualidades que os profissionais têm para realizar alguma atividade, as do segundo são um conjunto de conhecimentos que podem ser desenvolvidos por experiências ou treinamentos.

Mais do que entender as diferenças sutis entre elas, é importante saber quais são as melhores para que você possa se desenvolver e se tornar um profissional ainda melhor. Para ajudar nessa tarefa, neste post listamos as 7 principais para você já se preparar. Confira!

1. Comunicação

A primeira entre as habilidades e competências mais relevantes para o trabalho é a comunicação. Isso porque todo profissional precisa saber se comunicar bem e de maneira eficaz não só com seus líderes, mas também com os colegas de trabalho. Aliás, ela é importante até para convencer um recrutador em processos seletivos.

Contar com boas habilidades de comunicação faz com que você possa contribuir para as discussões em grupo e consiga ter ideias importantes para ajudar a empresa como um todo. Lembre-se de que quanto melhor — e com mais clareza — você se comunicar, mais fácil os outros conseguirão entender o que você quer dizer e oferecer a ajuda que necessitar.

Para desenvolver a comunicação, você precisará buscar por oportunidades que exijam maior interação com outras pessoas. Então, boas opções são fazer voluntariado, realizar cursos de oratória, ler livros e notícias diárias, participar de discussões e debates e até gravar vídeos para apresentar assuntos que você domina, mesmo que você não vá postá-los na internet depois.

2. Autonomia

Uma pessoa com autonomia no trabalho é aquela que conta com certa liberdade para agir na empresa em que atua. Isso não significa, porém, que ela só fará o que quiser e quando bem entender, mas que ela é capaz de cumprir suas tarefas de acordo com a sua autogestão.

Essa competência oferece aos profissionais a capacidade de se antecipar aos problemas que podem acontecer e, assim, agir para criar as soluções plausíveis em cada caso. Quem tem a autonomia bem desenvolvida não pensa em possíveis penalidades ou nutre expectativas de recompensa — faz o que tem que ser feito porque alguém precisa fazer.

Isso significa que esse profissional não espera ordens ou sequer fica estagnado nas suas funções específicas, já que a sua percepção de responsabilidade o leva a fazer mais do que é solicitado a ele. Com isso, revela um perfil de protagonista dentro da empresa, mas que ainda assim sabe qual é o seu lugar.

3. Liderança

Mesmo que você ainda esteja no começo da carreira e nem esteja pensando em assumir cargos de liderança, essa é uma das habilidades profissionais mais importantes atualmente. Por esse motivo, é interessante começar a desenvolvê-la.

Muitos negócios já estão adotando modelos de trabalho em que grupos de colaboradores — geralmente chamados de times ou squads — são criados para atender certas demandas. Não existe uma hierarquia definida, somente os especialistas trabalhando em suas funções, mas cada um deles eventualmente precisará liderar o andamento das atividades.

A melhor maneira de aprender as habilidades de liderança, então, é assumir a responsabilidade por alguma atividade. Entre elas, você pode desenvolver atividades em grupo para trabalhar outras competências, como respeito, ética e empatia, ou até mesmo ajudar um colega a resolver um problema do trabalho.

Guia Completo: o que faz o profissional de RH?

4. Pensamento crítico

Seja para chegar à resolução de um problema em equipe ou mesmo sozinho, o pensamento crítico é uma das habilidades e competências que garantirá aos profissionais tomar as decisões mais acertadas possíveis. Isso porque no processo as variáveis e as possíveis consequências são levadas em consideração.

O pensamento crítico envolve a lógica e o raciocínio lógico para resolver problemas. Profissionais das mais diversas áreas usam essa habilidade constantemente para criar soluções que funcionem de maneira eficiente e que tragam benefícios para o dia a dia da empresa e para o seu próprio desempenho.

5. Inteligência emocional

A inteligência emocional — principalmente no trabalho — é um dos conceitos mais valorizados pelas empresas. É uma competência que tem o poder de impactar diretamente o comportamento de cada colaborador.

Ela se manifesta juntamente com a capacidade que o profissional tem não só de identificar, mas também de reconhecer seus próprios sentimentos. Mais do que isso, ela também é considerada como a habilidade de conhecer o comportamento das outras pessoas.

Isso significa que um profissional que tenha conseguido desenvolver a sua inteligência emocional agora é capaz de sentir, pensar e agir com consciência e mais inteligência. Com isso, ele não deixa que seus sentimentos controlem suas emoções — o que evita estresse, traumas e conflitos no ambiente de trabalho.

6. Resiliência profissional

Entre as habilidades e competências que precisam ser desenvolvidas no campo profissional, a resiliência preparará você para lidar com mudanças repentinas — sejam elas na rotina de uma empresa ou em relação aos desafios do mercado. Quando lidamos bem com mudanças, conseguimos traçar novas estratégias para nos adequarmos às necessidades atuais com mais rapidez.

Ser um profissional resiliente ajudará você a conseguir manter a calma frente a situações estressantes e desafiadoras. Mais do que isso, com essa competência você demonstrará maior disposição para lidar com os problemas que forem surgindo.

A resiliência é uma habilidade um pouco mais difícil de ser desenvolvida, pois exige mudanças na maneira de lidar com adversidades. Você pode, porém, começar a ter atitudes mais positivas, praticar atividades físicas ou meditação para lidar com o estresse e desenvolver a capacidade de solucionar os problemas.

7. Capacidade de inovação

Os profissionais que conseguem sair da zona de conforto e apostar em ideias inovadoras são muito procurados pelas empresas nos dias de hoje. Isso porque essa é uma competência ideal na resolução de imprevistos e na superação de obstáculos no ambiente de trabalho.

Além de inovar, outra boa habilidade dentro do campo profissional é a criatividade. Isso porque uma boa dose dela é essencial para que o profissional seja capaz de descobrir novas — e melhores — maneiras de realizar um processo ou criar um do zero se for preciso.

É aí que ser criativo e inovador se torna um diferencial. A inovação está relacionada a repensar, de maneira mais eficiente, o que já existe. Já a criatividade ajuda a formar um novo conceito ou uma solução do começo.

Viu só as diferenças entre habilidade e competência e quais as melhores para você se desenvolver profissionalmente? Depois de entender quais delas você já tem, uma boa ideia é incluí-las no currículo. Para isso, é só associar cada uma com experiências para comprovar como as desenvolveu. Só tome cuidado para não deixar tudo muito clichê ou redundante.

Gostou do conteúdo deste texto? Então aproveite para nos seguir nas redes sociais. Estamos no LinkedIn, no Instagram e no Facebook. Receba as nossas novidades no seu feed sempre em primeira mão!

ebook headhunting
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp