Vale a pena a Terceirização em pequenas empresas?

Os objetivos dos empreendimentos e novos negócios são sempre os mesmos: crescimento e bons resultados. E para alcançá-los, um dos principais passos é investir em profissionais qualificados. Nessa hora, muitos empregadores optam pela terceirização dos serviços. Devido as mudanças nas Leis Trabalhistas, vêm se tornando cada vez mais comuns no Brasil.

Mas até que ponto vale delegar uma função a terceiros? É vantajoso optar por esse método também em empreendimentos de pequeno porte?

Seja em empresas grandes, médias ou pequenas, o processo de terceirização deve ser estudado e planejado com muita cautela para que não ameace os negócios. Em sua maioria, os empreendedores buscam pela terceirização para otimizar a tarefa, melhorar a qualidade do serviço e reduzir os custos para a empresa. Se a terceirização for bem segmentada e contar com profissionais capacitados para a função, essas realmente serão algumas das vantagens para o contratante.

A questão dos custos pode parecer a maior vantagem para empresas de pequeno porte. Além da não preocupação com os encargos trabalhistas, como férias e vale refeição, ganha também na eficiência do serviço. Quando terceirizado, tende a aumentar porque está sob responsabilidade de profissionais treinados e com total disponibilidade para o serviço. E, assim, há mais chances de crescimento com recursos otimizados.

O que é preciso avaliar antes de optar pela terceirização?

Sem uma análise criteriosa, transmitir a atividade-fim para outra empresa pode comprometer o negócio. Alguns aspectos devem ser levados em consideração: primeiro é entender que, ao delegar o serviço, a empresa terá menos controle sobre os processos e gerenciamentos. Por isso, é necessário pesquisar sobre a terceirizada e seus funcionários.

Outro ponto é que os empreendedores devem estar cientes de que seus dados ficarão expostos a outra empresa. As informações de seu negócio podem não estar tão seguras como antes. Uma das orientações é contratar empresas de confiança e elaborar contrato claro e objetivo. Veja mais vantagens e desvantagens da terceirização.

Quais áreas indica-se terceirizar?

É preciso analisar cada caso individualmente e checar seus objetivos. No geral, a área de manutenção – serviços gerais, limpeza e segurança -, é uma das mais indicadas para a terceirização e que não compromete o andamento da empresa. Os segmentos de Tecnologia da Informação (TI), Recursos Humanos e Contabilidade também são opções viáveis e que podem trazer benefícios para a empresa contratante.

Outra possibilidade é a terceirização parcial.  Em que a empresa repassa apenas uma parte das atividades para outra firma, garantindo a qualidade em serviços que não fazem exatamente parte do objetivo do seu negócio.

Portanto, o primeiro passo é avaliar quais os serviços do seu empreendimento poderão ser repassados. Em seguida, é importante definir seus objetivos, checar seu orçamento, calcular os impactos e pesquisar a qualidade da empresa que será contratada. Avalie as vantagens e as desvantagens e lembre-se: nem sempre o que funciona para um empreendedor, funcionará para outro.

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp