Como desenvolver um RH inclusivo na empresa?

rh inclusivo

A diversidade faz parte da vida de todos nós, inclusive dentro das empresas. Por isso, ter um RH inclusivo se torna essencial para um bom relacionamento entre todos e para o crescimento da marca perante ao mercado e à sociedade.

Essa pluralidade pode estar na raça, orientação sexual, identidade de gêneros, deficiências, religião e, até mesmo, na condição social. Mas para a empresa que busca a inovação e os melhores profissionais é essencial ter uma política de processo seletivo inclusivo. Afinal de contas, competência não é definida por nenhuma destas situações.

Quer saber como desenvolver um RH inclusivo e assim tornar a empresa um lugar mais democrático? Acompanhe neste texto!

O que é RH Inclusivo?

Uma pesquisa (consultoria Mais Diversidade) apontou que, para o profissional LGBTQIAPN+, o mais importante na carreira é ter um ambiente inclusivo. Esta foi a resposta para 74% dos entrevistados no estudo e mostra como um RH Inclusivo pode ajudar.

Ter um setor de Recursos Humano assim diz muito sobre todos os conjuntos de ações que a empresa adota para contratar, treinar, dar um plano de carreira a talentos que fazem parte dessa diversidade. Porém, mais que isso, além da oportunidade é fazê-las se sentirem parte da organização empresarial.

Por isso, a equipe de recursos humanos não deve apenas se atentar ao recrutamento de pessoas que se enquadram na diversidade. É preciso também aplicar iniciativas, ações e orientações para que todos os colaboradores enxerguem e aceitem as diferenças entre todos os profissionais. Isso, como dissemos, pode estar relacionado a:

  • gênero;
  • etnia;
  • orientação sexual;
  • nacionalidade;
  • faixa etária;
  • posição social;
  • pessoas com deficiência;
  • opinião política.

Neste sentido, não há barreiras, preconceitos ou qualquer outro tipo de discriminação. Em um RH inclusivo, a identidade de cada profissional e suas diferenças são respeitadas e preservadas. Ao seguir esta linha de contratação, a organização valoriza a pluralidade no ambiente de trabalho e valoriza o que é mais importante dentro da empresa: a competência e as soft skills.

Como criar um processo seletivo inclusivo?

O primeiro passo para ter um RH inclusivo, sem dúvidas, é o processo seletivo. Porém, isso também não dá para a organização o “selo” de inclusiva, já que para isso é preciso outras ações que vamos ver mais para frente.

No processo seletivo, é fundamental se atentar se a divulgação das vagas está sendo bem-feita e que chegue a diversos profissionais. Busque sempre novos círculos profissionais para divulgar as vagas, assim captará uma diversidade maior.

Com a primeira etapa do processo concluída, as entrevistas também devem ser inclusivas. Uma opção é fazer o recrutamento às cegas, seja na entrevista ou retirando os dados pessoais dos currículos. Assim, os gestores terão informações básicas sobre as competências profissionais e a análise dos currículos será mais imparcial.

A tecnologia também pode ajudar a ter um recrutamento inclusivo e mais justo. Com ajuda da inteligência artificial é possível analisar informações baseadas nos dados profissionais. Isso torna o processo, além de mais ágil e eficiente, mais justo.

Importante dizer que você pode contar conosco, o Grupo Seres é autoridade no serviço de R&S já por quase 60 anos, sempre se atualizando e trazendo o que há de melhor para o processo. Estamos à disposição para ajudar.

Uma empresa não se torna inclusiva com apenas uma ação e do dia para a noite. É preciso várias outras atitudes e desenvolver um conceito dentro das equipes. Somente assim o RH construirá na empresa um ambiente sem preconceitos.

TrabalhoRemoto
RecrutamentoDeSelecaoEstrategico H2

Qual a importância de uma empresa inclusiva?

Além do recrutamento, outras ações devem ser tomadas para que o RH seja inclusivo. Os espaços corporativos são convidativos para diversos profissionais? Eles têm a acessibilidade? O plano de carreira contempla a diversidade?

Só um exemplo da falta de diversidade básica dentro das empresas brasileiras. Uma pesquisa da Grant Thornton apontou que as mulheres estão em apenas 38% dos cargos de liderança nas empresas. Quando falamos na questão de etnias, o número é pior ainda. De acordo com uma pesquisa da Vagas.com, menos de 5% dos trabalhadores negros têm cargo de gerência.

Por isso, não basta ter a diversidade dentro da empresa, mas é preciso valorizá-la. A representatividade também deve estar em cargos de gestão e de liderança. O público no geral espera que as empresas não apenas aceitem a diversidade, mas ofereçam chances de crescimento.

Quais os benefícios para a empresa?

Além da valorização da empresa perante a sociedade, a inclusão no mundo corporativo traz outros benefícios. Para citar alguns, temos:

  • estímulo à criatividade;
  • maior inovação de ideias;
  • diminuição de atritos interpessoais;
  • valorização do profissional;
  • maior chance de contratar bons profissionais;
  • menos turnover;
  • aumento no resultado da empresa.

Em resumo, ao dar aos funcionários um espaço com diversidade, as diferenças serão valorizadas e as equipes terão liberdade para se expressar sem repressão. Isso aumenta a criatividade organizacional, desenvolvendo novas ideias.

Além disso, quando um colaborador entende a diversidade do outro, a chance de conflitos é bem menor. A tolerância se torna peça-chave neste cenário, melhorando o clima organizacional.

Como fazer um RH inclusivo?

A comunicação corporativa, voltada para a inclusão, é um dos principais fatores para que o RH inclusivo funcione. Além disso, adaptar o ambiente para uma boa integração de todos os funcionários. É possível treinar a equipe para prezar pela inclusão, lembrando que é uma responsabilidade de todos.

A inclusão dentro do ambiente de trabalho é algo que o RH deve fazer trabalhando a cultura organizacional. O fundamental é atrair sempre candidatos potencialmente capacitados a entender esta nova realidade e, mais do que isso, aceitá-la e respeitá-la.

Palestras, cursos, treinamentos e depoimentos dos próprios funcionários ajudam com que todos dentro da empresa tenham uma melhor visão da diversidade. Participar também de eventos voltados ao público e a inclusão social são boas ferramentas para que os colaboradores se integrem neste meio.

Faça a inclusão na sua empresa!

Você viu neste post como o RH inclusivo pode ajudar a melhorar a imagem de uma marca, ter um recrutamento justo e eficiente. Assim, a empresa melhora a sociedade de alguma maneira.

Por fim, isso faz com que a organização tenha um Employee Value Proposition (EVP), que é uma proposta de valor ao empregado, com a missão de reter talentos.

Para fechar, queremos dizer que você pode contar conosco para ajudá-lo na implementação de muito do que falamos aqui. O Grupo Seres é autoridade em consultoria de RH já por quase 60 anos, sempre se atualizando e trazendo o que há de melhor para os processos. Estamos à disposição, fale conosco aqui .

 

 

ebook headhunting
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp