Quais os tipos de recrutamento mais utilizados pelas empresas?

tipos de recrutamento

Para aqueles que estão à procura de um emprego, é preciso estar preparado para o momento decisivo da conquista da vaga. Nesse sentido, é crucial conhecer o processo de seleção ou os tipos de recrutamento de candidatos, uma vez que a primeira entrevista marca o início da relação com a empresa e já indica se ela terá continuidade.

Já no tocante ao recrutamento, ações coordenadas avaliam os talentos para identificar qual dos profissionais é o mais apto para determinado cargo. É uma das funções da área de Recursos Humanos e hoje costuma ser feita de quatro principais maneiras: recrutamento interno, externo, misto e online.

O objetivo é ser o mais certeiro possível na hora de encontrar, entre perfis diversos, o candidato que mais se adeque à vaga. Cada recrutamento funciona de uma maneira específica, tendo características, riscos e benefícios diferentes — tanto para empresa como para o candidato. E a escolha do modelo traz diferenças de custos, prazos e tipos de cargo.

Para acertar na escolha do candidato, é fundamental conhecer cada um dos tipos de recrutamento e suas vantagens e desvantagens, além de saber o que é necessário considerar para escolher o formato ideal. Confira!

Por que é importante conhecer os tipos de recrutamento?

Esse conhecimento é uma chave para os recrutadores cumprirem sua missão de modo adequado ao selecionar colaboradores que atenderão às demandas do negócio. Afinal, alguns testes revelam as habilidades técnicas e as competências comportamentais dos candidatos.

Aplicar diferentes tipos de recrutamento é fundamental para abordar perfis distintos de candidatos. Cada seleção pode ser direcionada para encontrar novos talentos entre milhares de profissionais inscritos. Dessa forma, utilize os filtros, considere os perfis e verifique se o candidato tem afinidade com a cultura da empresa. Isso ajudará a encontrar a pessoa certa para cada vaga disponível.

Como uma escolha errada pode prejudicar os resultados da empresa?

O recrutamento e a seleção são uma excelente oportunidade para atrair novos candidatos a fim de aumentar a produtividade dos times. Escolher o processo errado poderá levar o recrutador a preencher uma vaga com um profissional que não agregará valor ao time. Aplique as etapas necessárias para evitar contratação equivocada e prejuízos à organização.

Quais as vantagens e desvantagens dos tipos de recrutamento?

Uma maneira comum de iniciar um processo de seleção é com a abertura de concorrência. A empresa disponibiliza em uma plataforma online as vagas que precisam ser preenchidas e permite que os profissionais se candidatem livremente. Veja a seguir os pontos positivos e negativos dos tipos de recrutamento realizados nas empresas!

Recrutamento interno

Como o próprio nome já dá a entender, a busca é direcionada aos profissionais que já prestam serviços na empresa. Esse tipo de seleção é indicado para quem está satisfeito com a organização em que trabalha e busca uma promoção ou mesmo uma mudança de área. Para isso, o candidato deve demonstrar seu interesse e ficar de olho nas vagas que surgirem.

É vantajoso para as empresas por uma série de motivos, como ter um custo inferior quando comparado aos demais tipos de recrutamento. Outro fator positivo é que motiva os colaboradores. Além disso, após ser selecionado, o tempo de adaptação do funcionário ao sistema organizacional é menor.

Vale ainda ressaltar que esse formato aumenta o engajamento dos funcionários, uma vez que eles ficarão animados com a possibilidade de desenvolver sua própria carreira. O recrutador terá a certeza de contar com alguém que já está enquadrado na cultura e nos valores organizacionais, bem como poderá aproveitar as habilidades daqueles que podem ser recolocados em uma vaga.

Recrutamento externo

No recrutamento externo, a organização está em busca de novos profissionais do mercado para preencher uma vaga disponível. A fim de se destacar, além de ter o perfil ideal para vaga e estar de acordo com os pré-requisitos, é importante pesquisar sobre a empresa e sobre como funciona o trabalho. Por isso, é preciso demonstrar interesse e boas ideias durante a seleção.

Muitas vezes, quando opta por esse tipo de recrutamento, a empresa está interessada em pessoas que deem um “novo ar” para a cultura do negócio e que estejam com a disposição renovada. Portanto, encontrar uma maneira de mostrar que pode contribuir nesse sentido pode ser um diferencial para o candidato.

Utilize o LinkedIn para publicar as vagas e receber currículos ou aposte em uma plataforma online para que os profissionais façam seus cadastros. É importante ter uma solução virtual ao selecionar novos candidatos, por exemplo, uma seção de “trabalhe conosco” no site da empresa, onde poderão ser publicadas as vagas a serem preenchidas.

Recrutamento misto

Esse recrutamento envolve os dois tipos já citados. Ou seja, acontece a oferta da vaga tanto a funcionários da empresa (de outros setores ou cargos) como a talentos de fora da organização.

É importante que a divulgação e o processo de recrutamento sejam iguais para todos os interessados. A conquista da vaga será do profissional que mais se adequar ao cargo e preencher os requisitos necessários. Neste caso, as dicas dos dois tópicos acima também valem aqui.

Recrutamento online

Feito por meio da internet, costuma ter um processo mais rápido e, para as empresas, mais econômico. A ideia é que softwares específicos façam a filtragem dos muitos candidatos a partir do perfil indicado na vaga.

Logo após, podem ser aplicados testes virtuais e até ser feitas entrevistas via algum aplicativo de comunicação, como o Microsoft Teams. Uma vantagem é a imparcialidade, e esse modelo também evita que os profissionais tenham que se deslocar.

O cuidado na preparação do candidato deve ser ainda maior, porque neste tipo de seleção não há oportunidade de conversas informais e as questões propostas pela empresa vêm com pouca margem para erros. Então, como em todos os outros tipos de recrutamento, estudar é indispensável para alcançar a vaga desejada.

Recrutamento por indicação

Selecionar alguém por indicação pode ser uma alternativa para ter mais segurança na hora da contratação. Nesse caso, alguém que já faz parte do time indica outro profissional que entende ser interessante para a empresa por ter as características para determinada vaga. Geralmente o colaborador conhece o comportamento e as competências técnicas da pessoa indicada.

A indicação traz diversas vantagens, por exemplo, a redução dos custos e do tempo do processo de seleção. As etapas e os gastos necessários para esse tipo de recrutamento são inferiores em comparação às outras modalidades porque os funcionários da empresa atraem outros profissionais qualificados para preencher as vagas. Porém, a contratação não deve ocorrer apenas por afinidade ou em decorrência de vínculos afetivos.

Recrutamento às cegas

O recrutamento às cegas diminui a discriminação e os vieses inconscientes que estão presentes durante a avaliação dos candidatos. Essa é uma excelente opção para aumentar a diversidade no universo corporativo. Portanto, somente os requisitos indispensáveis são exigidos para preencher a vaga, como o comportamento e as habilidades técnicas. A modalidade não permite o preconceito e a parcialidade.

O que considerar para escolher o tipo de recrutamento ideal?

Quem faz a seleção precisa encontrar talentos que tenham vontade de fazer parte da empresa. Sendo assim, o recrutador necessita averiguar se o candidato se encaixa na cultura organizacional, se tem competência e se está em conformidade com os objetivos do negócio. Observe abaixo os fatores que deverão ser considerados durante o recrutamento!

Reflita sobre o perfil da empresa

Considere o perfil da empresa no momento de avaliar os currículos recebidos e de analisar a experiência dos candidatos. Essa é a hora de definir o modelo de recrutamento que será adotado, tendo como objetivo tomar a decisão mais acertada ao contratar alguém. Se a organização é tradicional, as técnicas utilizadas provavelmente serão diferentes daquelas aplicadas em uma startup, por exemplo.

Uma organização que busca talentos para cargos de chefia precisa fazer um processo mais minucioso. Reflita sobre o modo de funcionamento da empresa, as expectativas em relação ao futuro e o modo de execução dos processos internos. Tenha objetivos claros e precisos para atrair os profissionais ideais e assegurar o sucesso da seleção.

Considere os resultados anteriores

É provável que você já tenha realizado recrutamentos em algumas áreas antes de chegar até o presente. A forma de fazer a seleção pode variar conforme a vaga e o perfil do profissional que está sendo procurado. Analise os resultados e os dados dos modelos aplicados anteriormente para utilizar essas informações nas suas decisões futuras.

Essa análise ajudará a observar e apontar quais procedimentos discriminam e eliminam os candidatos. Além disso, você perceberá os processos que aumentam a assertividade e poderá descobrir detalhes importantes para sua decisão. Com esses dados, crie modelos de seleção inovadores que considerem os aspectos que já funcionaram em outras ocasiões.

Analise empresas bem-sucedidas

Faça uma pesquisa sobre as empresas de sucesso no mercado e descubra como funciona seu processo de seleção. Se você encontrar um modelo que se encaixe no seu negócio, tente adequá-lo e aplicá-lo para ver quais serão os resultados. Os formatos já utilizados podem trazer novas visões sobre o recrutamento de profissionais e ampliar suas oportunidades.

Existem organizações que pedem aos candidatos o envio de um vídeo no qual estejam se apresentando para uma seleção. Algumas empresas utilizam plataformas gamificadas em seus procedimentos. Não importa o tipo escolhido desde que ele cumpra o papel de encontrar talentos em potencial e traga bons frutos para a instituição.

Faça perguntas para os candidatos

Se você é o responsável por fazer o processo de seleção, compreenda que essa etapa inclui a realização de perguntas com objetivo de encontrar informações valiosas. Considere a vaga disponível e elabore algumas questões com antecedência, a fim de observar a reação dos candidatos. Se quiser facilitar os contatos, faça os procedimentos e as entrevistas de forma online.

Algumas questões influenciam na percepção que os talentos têm de uma empresa, de forma que podem afastá-los. Crie um questionário para que os candidatos apontem seus anseios e, depois de testá-lo, faça as alterações necessárias para aperfeiçoá-lo. Afinal, é somente com a aplicação das ferramentas que você perceberá as possibilidades de melhorias.

Compreendeu os principais tipos de recrutamento utilizados pelas empresas? Saiba que, para não errar na seleção dos candidatos, é necessário considerar o formato ideal para o perfil da sua empresa, a fim de atrair os talentos que estejam mais alinhados à cultura da organização, aos requisitos da vaga e aos objetivos do negócio. Não se esqueça da importância de contratar profissionais qualificados para realizar o processo seletivo da melhor forma possível.

Ficou interessado no assunto? Entre em contato conosco e saiba como implementar um processo de recrutamento e seleção efetivo em sua empresa!

CTA 4NH 04
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp