Qual a diferença entre terceirização e trabalho temporário?

qual a diferença entre terceirização e trabalho temporário

A nossa legislação oferece diferentes modalidades pelas quais as empresas e organizações podem se relacionar com os seus colaboradores. Cada opção tem suas próprias características e, por isso mesmo, o conhecimento é essencial para a melhor escolha. Sendo assim, conhecer a diferença entre terceirização e trabalho temporário é muito importante.

As duas formas de contratação exigem atenção do contratante, pois são regidas por leis específicas e contam com peculiaridades distintas, que podem ou não estar em sintonia com as demandas, necessidades e até mesmo com a cultura organizacional da instituição. Continue lendo e aprenda mais sobre o assunto!

Terceirização

A terceirização é um tipo de relação de trabalho que vem ganhando muito espaço nos últimos anos, especialmente por proporcionar alguns benefícios bastante interessantes. O seu ponto-chave está no objeto do contrato, que conta com uma intermediação feita de empresa para empresa. Isso, logicamente, traz uma série de especificidades.

Há a figura da prestadora de serviços de contratação que é, via de regra, a responsável não só pelo pagamento dos funcionários, mas também pela administração completa da relação, uma vez que não há vínculo direto desse profissional com a organização final.

A escolha por essa alternativa se dá, sobretudo, por não haver vínculo empregatício direto, visto que isso só ocorre com a prestadora de serviços contratada, que seleciona, contrata e remunera esses colaboradores, inclusive em caso de multas, conflitos e verbas rescisórias. À empresa final, cabe oferecer os materiais e meios para a execução das tarefas.

Trabalho temporário

Já o trabalho temporário guarda outras características importantes e, de acordo com a Lei de número 6.019/2974, tem o intuito de atender a necessidades transitórias de substituição de colaboradores ou mesmo de acréscimos extraordinários de serviços. Na prática, isso ocorre quando alguém entra de licença ou a empresa tem demandas sazonais, como as festas de fim de ano no varejo.

A legislação sofreu algumas alterações e exige que o contrato de trabalho temporário tenha prazo máximo de 180 dias, consecutivos ou não, podendo ser prorrogado por mais 90 dias, quando comprovada a manutenção das condições que o geraram. Isso quer dizer que o período máximo do contrato de trabalho temporário é de até 270 dias, consecutivos ou não.

Vale ressaltar que o trabalho temporário não pode ser confundido com o de experiência, que dura 90 dias e serve para avaliar as competências do profissional. Outro ponto bastante peculiar é que a contratação deve ser feita por uma ETT (Empresas de Trabalho Temporário) e não pelo RH da própria empresa.

Vantagens da terceirização

Agora que você já está mais familiarizado com os conceitos de terceirização e de trabalho temporário, vamos trazer um pouco mais de detalhamento sobre o tema, mostrando as principais vantagens de cada opção. Comece conferindo alguns dos benefícios de terceirizar!

Alta competitividade

Uma das maiores vantagens da terceirização é que ela traz mais competitividade para a empresa, que pode focar suas ações e energias no chamado “core business”, ou seja, naquilo que ela realmente pretende oferecer para o seu público. Você pode, portanto, terceirizar os cargos de uma “atividade-meio”, direcionando a atenção para o que interessa de verdade.

Menor burocracia

Outra das maiores vantagens da terceirização é que essa modalidade ocasiona menos trabalho e burocracia para a empresa contratante. Isso quer dizer, por exemplo, que você não terá a responsabilidade de executar as contratações, desligamentos e pagamentos das multas rescisórias, deixando esses trâmites com a empresa contratada.

Desvantagens da terceirização

Agora que você conheceu os benefícios, vamos falar um pouco das desvantagens que você pode ter com a terceirização na sua empresa. Acompanhe.

Problemas com a parceira

A terceirização modula o relacionamento da empresa final com o colaborador, mas vale lembrar que há uma relação com a prestadora do serviço. E, embora existam muitas opções interessantes no mercado, nem sempre é fácil fazer a melhor escolha. Sendo assim, uma boa pesquisa sobre a reputação da instituição é crucial.

Vantagens do trabalho temporário

Você já domina os principais conceitos, além de conhecer as vantagens e desvantagens da terceirização. Para aumentar os seus conhecimentos, chegou a hora de elencar os benefícios do trabalho temporário. Veja abaixo alguns deles.

Menor burocracia

Uma das grandes vantagens do trabalho temporário é que ele proporciona menos burocracia, sobretudo quando comparado com a modalidade tradicional de contratação. O vínculo será intermediado por uma ETT (Empresas de Trabalho Temporário), cujas atividades ficarão subordinadas às demandas e necessidades estipuladas pela empresa utilizadora.

Menos problemas trabalhistas

Outra das grandes vantagens do trabalho temporário é que a empresa tende a ter menos problemas trabalhistas, desde que a empresa final e seu líder ou gestor não abram mão de estar em sintonia com a legislação. Você terá um funcionário de acordo com sua demanda, por até seis meses, podendo ou não ser prorrogados de acordo com a Lei de número 6.019/74.

Desvantagens do trabalho temporário

Nem só de coisas boas a modalidade do trabalho temporário vive e, por isso mesmo, também não podemos deixar de mostrar algumas desvantagens. Confira.

Ausência de estabilidade

O trabalho temporário não confere estabilidade para o colaborador e, dependendo do caso, isso pode ser uma desvantagem. No entanto, para o empregador e a empresa, esse pode ser um ponto positivo, no sentido de que eventuais mudanças ou realinhamentos passam a ser mais simples e menos burocráticos.

Escolhendo entre terceirização e trabalho temporário

Como pudemos ver, escolher entre a terceirização e o trabalho temporário é algo que dependerá das necessidades e expectativas da sua empresa. O colaborador temporário, por exemplo, precisa ter a capacidade de cumprir as funções determinadas dentro da utilizadora, o que pode ser mais difícil em alguns segmentos muito minuciosos e detalhados.

Por outro lado, o terceirizado pode melhorar o desempenho da instituição como um todo, o que facilita todo o processo e a alta performance. O período também deve ser considerado, pois enquanto na terceirização o contrato é sem prazo pré-determinado, o temporário pode ficar por até seis meses, que podem ou não ser prorrogados.

Gostou de aprender qual a diferença entre terceirização e trabalho temporário? Quer contar com esses serviços prestados por uma empresa com alta credibilidade no mercado? Então, não deixe de tirar suas dúvidas entrando em contato com os nossos especialistas!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp