Contratação de PCD: quais as regras e como dar início ao processo seletivo?

contratação de pcd

A contratação PCD é muito importante para a inclusão e a diversidade no mercado de trabalho. Contudo, nem todas as organizações sabem como conduzir os trâmites para a seleção desses colaboradores. Existem parâmetros que precisam ser seguidos para receber uma pessoa com deficiência na empresa e permitir que elas participem de um processo seletivo.

Uma pessoa com deficiência tem necessidades distintas e precisa de acessibilidade para entrar e sair dos ambientes. Neste conteúdo, forneceremos um pequeno guia sobre a contratação de PCD, para tirar as suas dúvidas sobre o tema. Aqui, você vai descobrir o que diz a lei sobre a inclusão desses colaboradores e quais são os desafios a serem enfrentados.

Gostaria de saber qual é a importância do gestor de RH planejar a contratação de PCD? Acompanhe a leitura e entenda como ajudar os novos talentos na integração com a empresa!

O que diz a lei sobre a inclusão de PCD?

A Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, ou o Estatuto da Pessoa com Deficiência, foi criada para garantir a promoção das condições de igualdade. Também, o exercício das liberdades e dos direitos fundamentais, a cidadania e a inclusão social das pessoas com impedimentos a longo prazo, de natureza seja sensorial, intelectual, mental ou física.

A legislação deixa claro que as pessoas com deficiência podem concorrer com as outras em igualdade de condições, sem sofrer discriminação. Por outro lado, a Lei nº 8.213/1991 prevê que as empresas são obrigadas a contratar um percentual de PCDs. Sendo assim, as organizações com mais de 1.000 funcionários deverão ter em seus quadros 5% de PCDs.

As empresas que tenham de 501 até 1.000 funcionários terão que contratar 4% de PCDs, com 201 até 500 colaboradores, 3% deverá ser PCDs e com até 200 empregados, 2% deverá ser PCD. Os valores incluem o número total de pessoas contratadas, incluindo as filiais e suas matrizes. A norma que trata da inclusão recomenda que elas não sejam isoladas.

Quais os desafios da inclusão de PCD para as empresas?

Os empregadores precisam assegurar que o PCD terá condições para desenvolver as suas atividades laborais e conseguirá se integrar ao ambiente da empresa. Esse colaborador precisará se sentir importante e ter ciência da relevância do seu trabalho. Afinal, eles enfrentam a barreira do preconceito. Veja, a seguir, quais são os desafios para a inclusão desses profissionais na sua empresa.

Eliminar o preconceito

Destruir as barreiras do preconceito é uma das funções do setor de Recursos Humanos que atende à alta gestão. Os líderes devem entender a importância de contratar os PCDs e do desenvolvimento de estratégias para aprimorar os resultados de suas atividades. Já os profissionais do RH poderão promover a cultura da inclusão na organização e ações para conscientizar os gestores e suas equipes.

Mudança física no trabalho

A adequação das instalações para a realização das atividades pelos PCDs é uma necessidade. Esses colaboradores deverão ter habilidades necessárias para assumir a função, mas será preciso realizar as adaptações para que eles consigam fazer um bom trabalho. Analise os níveis de autonomia do profissional e prepare o espaço para que ele trabalhe confortavelmente.

CTA Horizontal 10

Aparelho adaptado

Converse com o candidato durante a etapa de seleção e pergunte sobre as suas necessidades, deixando claro que elas não serão um empecilho para a contratação. Se for preciso um aparelho adaptado, realize as adequações para que ele trabalhe com tranquilidade.

Como dar início ao processo seletivo de PCD?

A oferta de condições apropriadas para o trabalho e a locomoção na empresa é uma obrigação do empregador. Deverão ser ofertadas rampas de acesso, vagas reservadas, comunicação inclusiva etc. Durante o processo de contratação do PCD, é importante pensar nos testes e entrevistas adaptadas. Observe, abaixo, algumas dicas para dar início ao processo seletivo!

Competências do candidato

Mantenha o foco nas competências do candidato enquanto realiza a entrevista. Você não contratará um empregado PCD e, sim, um profissional que deverá ter as habilidades fundamentais para ser inserido na empresa. A ideia não é somente cumprir a cota determinada pela legislação. Se você tiver essa intenção, poderá ter problemas e ainda abalar a autoestima do profissional.

Diversidade e inclusão

Incentivar a aceitação da diversidade e promover a inclusão dos PCDs é muito importante para as empresas. Os colaboradores terão acesso ao mercado de trabalho e conseguirão se sentir úteis para a sociedade. As organizações, por sua vez, terão a vantagem de ampliar e complementar a sua visão. Essas pessoas contribuirão para a criação de novas estratégias para públicos diferenciados.

A organização conseguirá construir uma gestão mais preocupada com o desenvolvimento das pessoas. Além do mais, fortalecerá a marca e criará uma identidade diferenciada no mercado, sendo reconhecida como inclusiva. Os clientes e parceiros perceberão que a empresa defende a garantia dos direitos de PCDs e conta com gestores mais flexíveis e humanos.

Experiências profissionais

Não seja tão exigente em relação às experiências, visto que a maioria das empresas não consegue ofertar empregos aos PCDs. Dessa forma, esses candidatos dificilmente conseguem construir um histórico durante a sua trajetória profissional. No momento de realizar a triagem, preste atenção no currículo para entrevistar as pessoas que tenham as habilidades procuradas.

Pense no formato do processo seletivo

Antes de fazer a divulgação das vagas, garanta que o processo seletivo esteja disponível nas formas acessíveis. Por exemplo, verifique a necessidade de ter um intérprete em libras para comunicação, provas em braile, letras grandes e equipamentos eletrônicos adaptados. Planeje e prepare as entrevistas, sem esquecer de averiguar se o profissional poderá se deslocar de sua casa.

Verifique a possibilidade de usar meios alternativos para as entrevistas, como chamadas de vídeo. Procure conhecer as necessidades de cada tipo de deficiência, para compreender o que deverá ser feito para a adaptação dos cenários. Assim, garanta que todos os candidatos tenham condições de apontar os seus conhecimentos.

Entendeu as regras para dar início ao processo seletivo e a contratação de PCD? Saiba que o gestor de RH é um profissional muito importante no planejamento, recebimento e atendimento aos candidatos PCDs. Esse profissional poderá ajudar na condução das seleções e facilitar o processo de integração desses novos talentos na empresa, para que eles tenham uma ótima performance.

Quer receber atualizações sobre esse e outros assuntos de Gestão de Pessoas em seu e-mail? Assine a nossa newsletter e veja todas as novidades. Até mais!

CTA 4NH 04
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp