RH ágil: descubra como aplicar essa metodologia na empresa

rh ágil

Ao longo dos últimos anos, o RH tem passado por profundas transformações. Isto é, tornou-se mais estratégico e tecnológico, contribuindo ativamente para o crescimento e sucesso das organizações. Uma importante evolução é o chamado RH ágil, já ouviu falar?

Grosso modo, o RH ágil conta com metodologias de trabalho específicas, transformando suas tarefas em projetos que devem ser entregues de forma rápida, precisa e participativa. Isso promove resultados do tipo ganha-ganha, beneficiando empresa e trabalhadores.

Pensando na importância do tema, criamos um artigo completo para você. Explicamos o que significa RH ágil e como aplicar e mensurar essa metodologia. Boa leitura!

Afinal, o que significa RH ágil?

O termo RH ágil vem da metodologia ágil — trata-se de um conjunto de ferramentas, políticas e práticas para conduzir projetos com mais rapidez e precisão, construindo fluxos de trabalho enxutos, participativos e focados em entregas específicas.

Portanto, podemos dizer que RH ágil é aquele focado na construção de fluxos dinâmicos e interativos, utilizando-se da metodologia ágil para transformar tarefas tradicionais em projetos e para aumentar o volume (e precisão) das entregas. Logo, é uma abordagem única.

Imagine o treinamento de pessoal! O RH pode transformar isso em um projeto com início, meio e fim, sendo desenvolvido por meio de fluxos de trabalho e ao lado dos talentos, com metas específicas, entregas predeterminadas e ferramentas ágeis.

Como aplicar essa metodologia na empresa?

A aplicação da metodologia ágil no RH não depende apenas de alguns instrumentos, mas de uma mudança estrutural. É necessário transformar rotinas em projetos, descentralizar as entregas, construir metas inteligentes e contar com ótimas ferramentas de trabalho. Ao longo dos próximos tópicos, detalhamos 6 dicas para construir seu RH ágil.

Crie um RH orientado por projetos

Um primeiro passo é pensar menos em rotinas ou tarefas e criar um RH orientado por projetos. Significa que as atividades terão prazo, orçamento e objetivo específico, bem como equipes responsáveis pelas entregas. Ou seja, projetos contam com escopo detalhado.

Muitas das atividades do RH podem ser vistas (e tratadas) como projetos, a exemplo da aquisição de novos talentos, da construção de times, da integração de recém-contratados e do treinamento dos profissionais. Dessa maneira, o trabalho será mais fluido e focado.

Aplique ferramentas ágeis ao trabalho

A metodologia ágil conta com muitas ferramentas próprias. Uma das mais importantes é chamada de Scrum. Ela significa fragmentar o projeto em pequenas partes, depois entregá-las em ciclos de atividade. Assim, parte por parte, o projeto é executado, até estar completo.

Outra importante ferramenta é chamada de Kanban. Seu objetivo é organizar o trabalho, classificando-o de acordo com seu status — normalmente há três classificações: “a fazer”, “fazendo” e “feito”. Com isso, torna-se mais fácil organizar e monitorar as entregas.

Defina metas inteligentes (e desafiadoras)

Boas metas funcionam como uma espécie de alvo e ajudam a orientar o trabalho diário, garantindo que os talentos apliquem sua energia onde realmente importa. Em vista disso, é crucial definir metas inteligentes, alinhadas à estratégia e à cultura organizacional.

CTA Horizontal 10
CTA 5NV 04 1

Na prática, ótimas metas atendem ao padrão SMART (um acrônimo de quatro palavras do inglês: specific, measurable, attainable, relevant e time-based). Na tradução, temos: específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazo bem definido.

Transforme o trabalho em pequenas entregas

Focar em grandes entregas é um problema. Normalmente, você falha em dimensionar o tempo, a energia e os recursos financeiros necessários, consequentemente tem problemas na execução. Por isso, algo importante é transformar o trabalho em pequenas entregas.

Aqui, o ideal é utilizar o Scrum, ferramenta já explicada. Faça duas perguntas a si próprio e ao time: i) este trabalho pode ser dividido em pequenas entregas? e ii) tais entregas podem ser fragmentadas em outras menores? Assim, terá uma boa noção das pequenas partes.

Descentralize decisões e envolva a equipe

Tradicionalmente, empresas contam com hierarquias, estruturas baseadas no comando e no controle. Isso pode prejudicar o trabalho, tornando-o menos criativo e mais dependente de algumas (poucas) pessoas. O RH ágil opera de forma diferente, é mais descentralizado.

A ideia é que cada colaborador entenda o que deve ser feito, além de contar com as competências necessárias ao trabalho e com autonomia para executá-lo. Assim, mesmo sem a supervisão ou o aval de um gerente, podem executar o serviço e cumprir pontualmente com suas entregas.

Pense no aprendizado contínuo

O aprendizado contínuo é um dos mais importantes elementos do RH ágil. À medida que líderes e equipes param de aprender, o número de erros e problemas tende a aumentar, e as imperfeições costumam ser perpetuadas. Portanto, é preciso manter a “mente aberta”.

Na prática, é importante revisar os ciclos de entrega e o progresso feito, tendo a intenção de identificar e corrigir erros, além de padronizar as melhores práticas. Para tanto, o mais natural é usar o ciclo construir-medir-aprender, que será detalhado no próximo tópico.

Como mensurar os resultados do RH ágil?

A metodologia ágil inclui uma filosofia de melhoria contínua. A ideia é que, ao longo do tempo, suas práticas sejam ainda melhores, mais ágeis e precisas. Isso exige um ciclo com três etapas, respectivamente: construir, medir e aprender. Vamos entender melhor?

O primeiro passo é construir algo, isto é, realizar as entregas deliberadas. Em sequência, é preciso mensurar resultados, levantando números que revelem o progresso feito, além dos erros e acertos. Por fim, é preciso analisar suas métricas, tendo o intuito de melhorar.

As métricas podem variar muito, dependendo do que está sendo executado e dos objetivos pretendidos. Não há, portanto, um padrão. Alguns exemplos de métricas a seguir:

  • tempo médio para completar tarefas ou projetos;
  • custo médio por entrega realizada;
  • satisfação das partes interessadas;
  • percentual de entregas dentro (ou fora) do prazo;
  • número de ajustes e retrabalho;
  • frequência de faltas e atrasos ao trabalho;
  • rotatividade (turnover) dos profissionais;
  • percentual do projeto concluído.

Agora você está por dentro do tema. Lembre-se de que RH ágil é aquele focado na criação de fluxos dinâmicos e interativos, utilizando-se da metodologia ágil para transformar tarefas tradicionais. Isso resulta em muitas vantagens, tanto à empresa quanto aos colaboradores. Para aproveitá-las, aprenda a trabalhar por projetos, defina as entregas necessárias, conte com ferramentas ágeis, monitore os resultados e invista no aprendizado contínuo.

Gostou do nosso artigo? Então, aproveite para curtir nossa página no Facebook e ficar por dentro das nossas novidades.

CTA 4NH 04
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp