Saiba como o RH pode aplicar testes online em processos de seleção

teste online

Nos últimos anos, os testes online ganharam bastante popularidade e são cada vez mais utilizados por profissionais de RH. Eles permitem que os processos de seleção sejam mais flexíveis, ágeis e precisos, além de melhorar a experiência dos candidatos ao longo da contratação.

Ainda existem muitas dúvidas ligadas ao assunto. O que é, exatamente, um teste online? Como aplicar esses testes corretamente? Quais são os benefícios imediatos para a gestão de pessoas? Quais são as falhas que podem afetar o processo e como lidar com elas?

Pensando no assunto, elaboramos este artigo. Aqui, você vai entender mais sobre os testes online em processos de seleção e como tirar máximo proveito deles. Acompanhe!

O que são testes online na seleção?

Em poucas palavras, testes online são aqueles que dispensam qualquer contato físico e podem ser respondidos pelos candidatos por meio da Internet. As respostas desses testes ficam disponíveis na nuvem para que os selecionadores acessem os dados — geralmente em dashboards ou em algum tipo de relatório.

Há uma enorme quantidade de testes online: proficiência em um idioma, raciocínio lógico e matemática financeira são alguns exemplos. Eles costumam durar somente alguns minutos, mas os mais complexos podem ter duração de horas e exigir bastante empenho.

Os últimos meses, caracterizados pela pandemia de COVID-19, intensificaram o uso de testes online. As medidas de distanciamento social e lockdown criaram o cenário ideal para o aumento do número de provas e outros exames aplicados por meio da Internet.

Mesmo com o fim da pandemia, a tendência continua sendo de crescimento. Há muitos benefícios ligados ao tema (explicados adiante), o que agrada tanto a candidatos quanto a selecionadores. Testes online, portanto, continuarão a moldar o processo seletivo.

Como os testes online podem ser aplicados pelo RH?

O uso de testes online envolve diferentes etapas, como:

  • o mapeamento das competências ideais dos candidatos;
  • a identificação dos melhores testes online disponíveis;
  • a avaliação do conjunto final;
  • a orientação dos candidatos à vaga.

Quando bem executadas, tais etapas resultam em grandes benefícios aos envolvidos. A seguir, apresentamos melhor cada fase.

Mapeie as competências ideais do candidato

Antes de aplicar qualquer teste, é necessário saber o que você deseja avaliar. Em outras palavras, é preciso mapear o conjunto de competências técnicas e comportamentais que o candidato deve ter para se adequar à empresa e desempenhar bem seu novo trabalho.

As competências ideais variam em funções de três aspectos:

  • o cargo que será ocupado;
  • o perfil da equipe de trabalho e do seu líder;
  • a cultura do empreendimento.

Faça uma boa análise interna, converse com o superior imediato (líder) da posição e estude o que outros selecionadores exigem. Desse modo, é possível ter uma boa visão inicial.

Estabeleça os melhores testes online para seleção

Essa segunda etapa é crítica. A partir das competências mapeadas, é hora de definir quais testes online serão realizados pelos candidatos. Existe uma enorme quantidade de testes possíveis, também classificados como técnicos ou comportamentais.

Testes técnicos contam com questões mais objetivas. Alguns exemplos são:

CTA Horizontal 10
  • provas de língua portuguesa;
  • testes de raciocínio lógico;
  • exames de proficiência em inglês;
  • provas de matemática financeira.

Testes comportamentais são mais subjetivos. Os mais frequentes são:

É importante frisar que tanto testes técnicos quanto comportamentais são importantes — o mais apropriado é utilizá-los conjuntamente no processo seletivo. Desse modo, é possível ter uma ótima compreensão do candidato e das competências críticas à contratação.

Avalie o conjunto final de testes

Depois de mapear as competências e definir os melhores testes online, é hora de avaliar o resultado, isto é, o conjunto de testes online que será enviado aos candidatos. É preciso ter cuidado para que essa etapa não seja muito longa, complexa e cansativa.

Algumas questões úteis e que você deve responder são:

  • quantos minutos são necessários para realizar os testes definidos;
  • se os candidatos dedicarão o tempo e a energia necessários à realização;
  • se os testes refletem as competências inicialmente mapeadas;
  • quais testes podem ser incluídos ou excluídos para otimizar o conjunto.

Por mais atraente que seja incluir muitos testes online, a realidade é que isso pode ser contraproducente. Os candidatos à vaga podem não aplicar o tempo e a energia necessários para a realização dos testes, e talvez até optar por não realizá-los e buscar outras colocações.

Lembre-se da máxima: menos é mais. Defina um conjunto com testes realmente úteis, capazes de mapear as competências ideais e promover uma boa experiência aos talentos.

Oriente bem os candidatos

Testes presenciais contam com o suporte em tempo real da equipe de seleção. Caso o candidato tenha alguma dúvida, pode tirá-la imediatamente com o selecionador. O mesmo não acontece com os testes online, que são normalmente realizados de forma assíncrona.

Nesses casos, é preciso ser o mais claro possível com o candidato. Explique:

  • como o teste online deve ser respondido;
  • qual é a média de tempo necessária para a conclusão;
  • qual é o tempo máximo para a conclusão e o envio do teste;
  • com quem o candidato pode falar, caso surjam dúvidas;
  • o que fazer após a conclusão do teste.

O grande desafio é condensar todas essas informações em poucas instruções, de modo que o candidato não precise ler muitas coisas antes de iniciar seu teste online.

Invista tempo em uma boa redação das instruções. Certifique-se que os talentos estão sendo bem direcionados, de modo que possam iniciar e concluir seus testes online da melhor maneira possível. Assim, você terá mais segurança que os testes estão sendo respondidos corretamente.

Qual é a importância dos testes online?

Existem muitos benefícios ligados ao uso dos testes online, tanto para os candidatos quanto para a empresa. Os talentos que participam da seleção, por exemplo, encontram mais flexibilidade e conforto. Os selecionadores, por sua vez, contam com os seguintes benefícios:

  • alcance de um número maior de candidatos;
  • redução do tempo necessário para a administração dos testes;
  • aumento da flexibilidade ao longo do processo;
  • mais facilidade na análise dos dados e resultados;
  • otimização da jornada de recrutamento e seleção.

Em última análise, testes online tornam o processo de aquisição de talentos mais moderno, dinâmico e atraente, resultando em um grande progresso para a gestão de pessoas.

Mais do que de tecnologia, adotar testes online depende de bom senso, estratégia e conhecimento aplicado. Tenha cuidado para não deixar o processo longo e cansativo, pois isso pode inibir os talentos. Lembre-se, também, que uma boa consultoria em recrutamento e seleção pode ser de grande ajuda.

Gostou do nosso artigo? Aproveite para continuar aprendendo conosco e descubra os diferentes tipos de recrutamento para a sua organização!

CTA 4NH 04
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp