Funil de recrutamento: 4 passos para montar o seu

funil de recrutamento

Ainda que muitas organizações acreditem ser inviável competir com as gigantes do mercado quando se trata do fluxo do processo de recrutamento e seleção (R&S), a grande diversidade de ferramentas disponíveis voltadas para a atração dos melhores talentos e, consequentemente, para a formação de um time de alta performance combate essa mentalidade. O funil de recrutamento, por exemplo, vem se mostrando um grande aliado para potencializar todas as etapas da jornada de contratação nas empresas.

Em termos simples, trata-se de um processo que — inspirado no funil de vendas — tem o objetivo de acompanhar a experiência dos candidatos ao longo de toda a seleção. Inclusive, implementá-lo ainda ajuda a “driblar” os desafios de encontrar profissionais verdadeiramente compatíveis com a cultura corporativa.

Quer dominar o seu conceito mais a fundo, entendendo como o funil de recrutamento funciona, quais são as suas vantagens, como estruturá-lo em um negócio, entre outros pontos igualmente relevantes? Continue a leitura!

O que é o funil de recrutamento?

O termo ainda é pouco disseminado nas áreas de R&S, mas a ideia por trás do seu conceito é extremamente popular nos setores de vendas e marketing. Nesse caso, o processo envolve uma representação dos estágios pelos quais um cliente em potencial passa a partir do primeiro contato com uma empresa até o efetivo fechamento da negociação.

Seguindo essa linha de pensamento, de modo geral, todos os funis remetem a um processo que tem a finalidade de restringir o público, com a mensuração e a otimização de cada um dos passos. Então, na área de Recursos Humanos (RH), o funil de recrutamento é uma espécie de “guia” que vai nortear todo o processo de seleção dos candidatos que pleiteiam uma vaga em aberto.

Como funciona a nutrição dos candidatos?

Complementando o tópico anterior, é importante destacar que o funil de recrutamento envolve uma representação gráfica a partir da qual os profissionais que atuam no R&S conseguem identificar os estágios em que cada um dos candidatos está — desde o início até o preenchimento da posição. Ou seja, o seu objetivo principal é tornar viável uma minuciosa análise de todos eles por meio da avaliação de indicadores e técnicas de performance.

Os estágios do funil de recrutamento

Para compreender como funciona a nutrição dos candidatos ao longo do funil de recrutamento, é necessário levar em conta que, via de regra, são cinco as etapas que o compõem, conforme listamos a seguir:

  1. etapa de atração — no topo do funil de recrutamento, estão os interessados que vêm buscando uma nova oportunidade profissional ou que, de algum modo, foram instigados a participar do processo de seleção. Nessa fase inicial, é necessário haver uma forte atuação com o uso de mecanismos de marketing de recrutamento que visem à atração do maior número de pessoas que apresentam fit com o perfil buscado;
  2. etapa de conversão — na segunda fase do funil, estão agrupados os candidatos que têm um genuíno interesse na vaga em aberto. Logo, o setor de RH já começa a “afunilar” as suas opções. Nessa etapa, os profissionais interessados nas posições divulgadas pela empresa se convertem em candidatos a partir do preenchimento do formulário de candidatura;
  3. etapa de entrevista — no terceiro estágio, é esperado que a área de Recursos Humanos já disponha de um volume razoável de informações sobre os candidatos para a condução de entrevistas que possam realmente captar as suas aspirações e as suas necessidades. Em suma, essa terceira fase é a etapa em que ocorrem as entrevistas, os testes e o assessment dos profissionais que alcançaram a aprovação na triagem anterior;
  4. etapa de oferta — no quarto estágio do funil de recrutamento, após todas as etapas anteriores, o candidato que é considerado mais compatível e preparado para a vaga em aberto é contatado, normalmente, para o último bate-papo antes da admissão;
  5. etapa de contratação — após a superação de todos os concorrentes e o avanço o último estágio do funil de recrutamento, efetivamente, o profissional assina o contrato de trabalho e, então, torna-se parte integrante do quadro de pessoal da empresa.

Quais são as vantagens de utilizar o funil de recrutamento?

Em resumo, a utilização do funil de recrutamento traz uma série de benefícios ao processo de R&S das empresas, principalmente tornando-o muito mais assertivo e ágil e, inclusive, menos oneroso. Além disso, quando o seu gerenciamento é bem-feito, é possível ter acesso a um fluxo contínuo de candidatos, o que facilita a seleção dos profissionais que se mostram ideais para o preenchimento de uma posição em aberto na organização.

Ou seja, na prática, recorrer ao funil de recrutamento implica um adequado gerenciamento tanto dos candidatos quanto das vagas disponíveis. Com isso, profissionais que atuam diretamente nesse frente alcançam uma visão mais clara e abrangente do processo de R&S, enquanto os resultados obtidos se mostram mais confiáveis.

Como montar um funil de recrutamento?

Após a compreensão do conceito, das etapas que compõem o funil de recrutamento — das ações de nutrição implementadas em cada uma delas — e, inclusive, das vantagens de adotá-lo na empresa, é preciso colocar em ação boas práticas para estruturar o processo na sua empresa. Conheça abaixo as nossas indicações.

RecrutamentoDeSelecaoEstrategico H2

1. Seja preciso ao estabelecer o perfil do talento que você deseja contratar

A simplificação do processo requer a definição dos critérios a serem avaliados no profissional que a empresa pretende admitir. Por isso, especifique as informações mais relevantes, como:

Uma determinação precisa daquilo que a organização busca vai ajudá-lo a reduzir o número de entrevistados e, é claro, otimizar o perfil de candidato com potencial de alinhamento à posição a ser preenchida.

2. Avalie cada estágio do processo de R&S

Cada etapa do funil de recrutamento deve passar regularmente por uma análise detalhada com o intuito de tornar o processo cada vez mais otimizado, levando em conta os processos que têm feito mais sentido para a sua empresa. Ou seja, se você vem percebendo que o envio de vídeos dos candidatos à vaga em aberto tem tornado os estágios da seleção mais produtivos, é interessante voltar os seus esforços a esse formato.

3. Recorra a métricas de recrutamento que viabilizem a avaliação da eficiência

Durante a montagem do funil de recrutamento, não há como entender o que vem funcionando bem e o que demanda melhorias se não houver meios de calcular as métricas mais comuns, comparando-as com os valores de referência. Somente a partir dessa iniciativa, você poderá reconhecer quais são os pontos fortes e os pontos fracos do seu processo de R&S e em quais etapas é necessário intensificar os seus esforços.

4. Conte com uma empresa especializada

A eficiência e a velocidade, como sabemos, são dois fatores indispensáveis nos processos de R&S de qualquer empresa e, embora a adoção do funil de recrutamento pareça fácil, o fato é que, na prática, gerenciá-lo pode envolver certa complexidade.

Afinal, é indispensável que haja um contínuo acompanhamento dos dados coletados e, é claro, a definição adequada das etapas que o constituem, para que seja possível traçar estratégias que visem ao engajamento e à seleção dos profissionais ideais.

Nesse sentido, pode ser interessante contar com o suporte de uma consultoria de Recursos Humanos que esteja em constante evolução das próprias soluções e mantenha-se antenada às novas ferramentas, tecnologias e gerações.

Assim, torna-se mais fácil ter a certeza de que os objetivos empresariais da organização são realmente compreendidos e, com isso, ainda é possível voltar o foco dos profissionais ao core business da empresa, com a segurança de que a companhia contratada atuará em prol da conexão entre pessoas e organização por meio de um atendimento humanizado e de processos eficientes, customizados e de ampla abrangência.

Como vimos, o funil de recrutamento é uma estratégia cujo potencial de facilitação dos processos de admissão de profissionais — especialmente em se tratando do preenchimento de posições estratégicas — é altamente significativo. Portanto, vale a pena recorrer a essa tendência para garantir a formação de uma equipe integrada pelos melhores talentos disponíveis no mercado.

Agora, que tal curtir a nossa página no Facebook para ficar por dentro das nossas próximas publicações?!

ebook headhunting
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp