Como a psicologia organizacional pode lidar com a cultura do imediatismo e a saúde mental?

A maior crise sanitária da história recente da humanidade, a pandemia do novo coronavírus, alterou bruscamente o comportamento não só das pessoas, mas também das empresas — que precisaram se adaptar à nova realidade. Para evitar o avanço da doença, principalmente entre as pessoas que fazem parte do grupo de risco, foi necessário estender o modelo de trabalho remoto para grande parte da população.

Por um lado, tem ajudado, mas por outro, é um grande choque contra a cultura imediatista construída ao longo do último século. Pensando nisso, resolvemos criar este conteúdo para analisar o que representa essa mudança de rotina e compartilhar algumas dicas para você conseguir se adaptar.

Antes, precisamos que você entenda o que realmente é a cultura do imediatismo e como a psicologia organizacional pode lidar tanto com ela quanto com a saúde mental dos colaboradores.

Acompanhe!

O que é a cultura do imediatismo?

A cultura do imediatismo é um conceito popularizado, em 2013, no livro “Present shock: When everything happens now” ou “Choque do presente: quando tudo acontece agora”. A obra foi escrita pelo professor Douglas Rushkoff, da New School University de Manhattan, e alerta para o comportamento ansioso progressivo da sociedade moderna.

De acordo com Rushkoff, o imediatismo é concebido pela ideia de que “O passado não existe e o futuro é sempre incerto”. A única coisa que sobra, então, é viver o agora e a qualquer custo.

Como chegamos a esse ponto?

A vida moderna traz um ritmo tão acelerado que chega a dar a sensação de que tudo precisa ser feito ou estar pronto imediatamente. “Quem nunca sofreu por ter que esperar por um download de apenas 5 minutos?”. Especialistas acreditam que um dos principais motivos desse imediatismo coletivo foi o avanço da tecnologia. Ela tem sido responsável por dinamizar o nosso acesso à informação e a realização de atividades.

Nunca, na história da humanidade, conseguimos fazer coisas incríveis gastando um tempo tão curto. Temos informações de forma instantânea de qualquer parte do mundo, podemos nos deslocar entre países em questões de horas e conseguimos nos comunicar com praticamente qualquer pessoa no mundo em questão de segundos.

Qual é o impacto da nova rotina na saúde mental?

O isolamento social, apesar de necessário para reduzir a propagação da covid-19, tem gerado fortes impactos psicológicos na população. Segundo Jair de Jesus Mari, médico psiquiatra e professor da Unifesp, este momento de pandemia pode gerar uma forte carga de estresse, capaz de causar desequilíbrios neurofisiológicos semelhantes a situações traumáticas, como a de um terremoto, por exemplo.

Sendo assim, doenças do século, como a ansiedade e a depressão podem acabar se tornando um grande risco à vida pessoal e profissional desses indivíduos. Conseguir se adaptar a essa nova rotina de trabalho é uma forma de diminuir os efeitos do estresse causado pelo isolamento.

Como cuidar da saúde mental no período de pandemia?

Com o home office forçado, muitas pessoas tiveram que modificar drasticamente a rotina pessoal e profissional para esse novo cenário. O isolamento social e a adaptação a esse formato trouxeram à tona novamente um tópico muito importante: a saúde mental. Para cuidar da sua saúde e a de seus colaboradores durante a pandemia, separamos algumas dicas que podem auxiliar você a encarar essa adaptação.

Confira a seguir!

Reserve um tempo para si mesmo

Uma parcela da população tem a possibilidade de trabalhar em casa, porém, isso não quer dizer que o trabalho tenha diminuído. Muito pelo contrário, muitas vezes, o trabalho e a nova realidade consomem ainda mais energia. Contudo, vale lembrar de que conforto e organização são fundamentais para você ter qualidade de vida e de trabalho durante a quarentena.

Tenha horários bem definidos para trabalhar, cuidar das tarefas de casa e tarefas no geral e, principalmente, não se esqueça de reservar um tempo para si mesmo. E claro, sempre respeite pausas e intervalos. Descobrir um novo hobby, dar continuidade ou começar um projeto pessoal, praticar exercícios físicos e estabelecer uma rotina de cuidados diários são fundamentais para manter a mente bem nesse período. Lembre-se: cuidar do corpo também é cuidar da mente e vice-versa.

Use a tecnologia de maneira positiva

Atualmente, temos todas as informações que desejamos na palma das mãos. Entretanto, o bombardeamento de notícias — nem sempre muito animadoras — pode gerar um impacto muito grande na saúde emocional. O excesso de notícias pode gerar ansiedade e estresse, por isso, estabeleça horários.

Reserve 30 minutos no início ou no fim do dia para ficar bem informado. Além disso, use aplicativos de mensagens e vídeos para ficar próximo de quem você gosta. Mantenha sempre o contato com seus amigos, familiares e colegas de trabalho, mesmo que à distância.

Cuide da qualidade do sono

Muitas pessoas viram a qualidade do seu sono ser muito prejudicada nessa quarentena, por isso, alguns cuidados são importantes para manter seu sono em dia. Alguns deles incluem:

CTA Horizontal 10
CTA 5NV 04 1
  • dormir e acordar nos mesmos horários;
  • evitar usar tecnologia uma hora antes de se deitar;
  • tomar líquidos quentes como chás e leite morno;
  • manter o ambiente onde você dorme sempre aconchegante e escuro;
  • manter uma rotina saudável com o consumo de muitas frutas e bastante água — refeições leves antes de ir para a cama também ajuda.

Capacite o time e esteja preparado para esse novo momento

O novo cenário exige que as empresas aprendam, agora mais do que nunca, a fazer mais com menos. Isso implica em menos recursos. Diante disso e de outras questões, a capacitação da equipe é um item fundamental para conseguir manter o crescimento ou a estabilidade.

O home office mostra às empresas que elas não só podem ter um menor custo de estrutura, mas também trabalhar com uma equipe enxuta. Contudo, para isso funcionar, é necessário ter equipes cada vez mais capacitadas.

Aproveitar esse período para estimular seu time a adquirir novas habilidades pode ser um grande pilar para você ter um salto exponencial em resultados. Muitas empresas e profissionais têm se solidarizado para tentar contribuir de alguma maneira com as pessoas e com os negócios que são impactados.

Muitos materiais ricos têm sido liberados gratuitamente na Internet, como:

  • cursos e treinamentos;
  • livros;
  • podcasts;
  • lives;
  • e até consultorias.

Qual é o papel da psicologia organizacional no clima e na cultura da empresa?

A psicologia organizacional tem como principal objetivo estudar o comportamento humano e tem o ambiente corporativo como cenário. Então, os conhecimentos são empregados na tentativa de compreender o comportamento dos colaboradores — de forma individual e coletiva — para aplicar recursos que melhorem tanto o desempenho das atividades dentro da empresa quanto a qualidade de vida no recinto.

A seguir, reunimos alguns dos benefícios da implantação dessa psicologia no ambiente empresarial, para você perceber como ela pode fazer uma grande diferença no clima organizacional, na saúde mental dos colaboradores e como ela, mesmo que indiretamente, pode lidar com a cultura do imediatismo.

Confira!

Melhorar a comunicação

Hoje, ainda é comum que líderes acreditem ser necessário manter distância dos colaboradores, para que eles não confundam os relacionamentos dentro da empresa. No entanto, esse tipo de pensamento já está ultrapassado. Isso porque é cada vez mais necessário demonstrar um espírito de parceria, para eles terem mais confiança e, consequentemente, desempenharem um bom trabalho diariamente.

Com isso em mente, a psicologia organizacional consegue desenvolver mecanismos para facilitar essa comunicação entre os colaboradores e os seus gestores. O intuito é aproximá-los e trazer ainda mais sinergia e colaboração para o negócio como um todo.

Estimular a integração entre equipes

Fazer a integração entre as diferentes equipes da empresa é um passo extremamente importante para garantir relações corporativas mais próximas e a criação de laços mais saudáveis. Por esse motivo a psicologia organizacional é tão importante. Se os profissionais de uma área específica não interagirem com os demais colegas, a realização do trabalho fica prejudicada — e isso vale para todos os níveis hierárquicos.

Uma boa ideia é promover atividades dinâmicas, cafés ou qualquer outro tipo de comemoração em datas especiais ou aniversários, happy hours e outras ações parecidas. Assim, os times têm a chance de se conhecerem melhor, além de conseguirem desenvolver um relacionamento mais positivo.

Desenvolver a liderança

A psicologia organizacional tem um papel de grande importância no desenvolvimento da liderança de uma empresa. Isso porque ela oferece as ferramentas necessárias para transformar líderes em pessoas mais empáticas, que têm como um dos objetivos estimular a motivação dos colaboradores, além de focar na manutenção dos relacionamentos interpessoais e no desenvolvimento de competências e habilidades — tanto dele próprio quanto das equipes.

Então, uma liderança de excelência garante a cooperação e o empenho de todos os profissionais. Para isso, ele precisa ser carismático, dinâmico e estar disposto a assumir os desafios necessários para inspirar os demais ao seu redor — nesse caso, não só os colaboradores, mas também os líderes de outras equipes e até seus superiores.

Estimular a empatia

Se tem algo que precisamos ter em mente é que todos estamos sujeitos a imprevistos e surpresas durante o dia a dia no trabalho. Por esse motivo, os profissionais que implementam a psicologia organizacional nas empresas têm a empatia muito bem desenvolvida. Além de ser uma peça-chave para compreenderem quando os colaboradores estão com problemas pessoais ou dificuldades, eles podem fazer com que a própria equipe entenda o momento do colega e respeite.

Além disso, é a partir dessa empatia que os profissionais conseguem prestar o apoio necessário para que o colaborador consiga superar seus desafios e adversidades. Com isso e por meio dos aprendizados que ele tirará de cada experiência, conseguirá voltar a fazer o trabalho de excelência que sempre desempenhou na empresa.

Como você pôde perceber, a cultura do imediatismo é algo bastante presente na sociedade atual e acaba refletindo nas empresas — o que pode ter grande influência na saúde mental dos colaboradores. Felizmente, a psicologia organizacional oferece diversas ferramentas para que líderes e gestores possam lidar com isso da melhor maneira possível. Então, aproveite esse movimento para se aproximar dos seus colaboradores e prepará-los para vencer essa fase juntos.

Precisa de orientação sobre como apoiar seu time nesse desafio? Fale com a gente!

CTA 4NH 04
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp