Gestão de Recursos Humanos: guia completo para otimizá-la

Gestão de Recursos Humanos

A Gestão de Recursos Humanos tem o propósito de alinhar os objetivos da organização com a satisfação plena dos colaboradores. Para atingir esses fins, é necessário se valer de técnicas diversificadas que valorizem as pessoas como principal ativo e os clientes como potencializadores de resultados.

Garantir uma boa gestão do capital humano nas corporações é uma prioridade de empresas de diversos portes. Tornar o gerenciamento mais estratégico é uma responsabilidade dos gestores que desejam aumentar a performance da equipe e, em simultâneo, ainda obter os melhores resultados organizacionais.

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre esse assunto? Preparamos este guia especialmente para você. É só reservar aquele cafezinho e curtir a leitura. Aproveite também para conferir cada detalhe!

O que é gestão de RH?

De uma maneira bem prática, podemos conceituar a gestão de Recursos Humanos como um conjunto de boas práticas que envolve atração de novos talentos, processos motivacionais e de integração do time, mensuração dos resultados do trabalho da equipe e, inclusive, planejamento estratégico do setor.

Na gestão de RH existem práticas em destaque e que têm sido adotadas por muitas corporações. Estamos nos referindo à gestão de pessoas e ao desenvolvimento humano e organizacional. Embora seja desafiador, esse processo objetiva alinhar a cultura da empresa com os valores da equipe, resultando, assim, em um trabalho executado por colaboradores satisfeitos e produtivos.

Qual a importância de torná-la eficiente?

Uma eficiente gestão de RH adota a gestão de pessoas, que é aquela que obtém resultados por meio das pessoas. Sendo assim, os gestores investem na qualidade de vida dos seus colaboradores e, por outro lado, com uma equipe valorizada é possível extrair o melhor desempenho para o cumprimento dos objetivos da empresa.

Traduzindo em outras palavras, vamos imaginar que sua empresa tem um RH estratégico, composto por uma equipe que veste a camisa da empresa, que cumpre as metas e é produtiva. O que tudo isso vai acarretar? Em um negócio mais rentável e lucrativo, pois sua empresa sabe usar as ferramentas de uma boa gestão.

O que significa aplicar a tecnologia?

Não dá para dissociar os termos gestão e tecnologia no setor de Recursos Humanos. Eles são reflexos da transformação digital. E o que isso quer dizer? É simples! O mundo real e o virtual estão se integrando. Como resultado dessa ação benéfica, temos a gestão do RH reformulando seus processos com o suporte de incríveis ferramentas digitais.

Indo mais além, podemos entender que a aplicação da tecnologia na gestão se dá quando você usa um software de RH ou qualquer outra plataforma digital, visando automatizar processos, reduzir erros e, inclusive, proporcionar melhoria contínua por meio da mensuração dos resultados.

Qual a importância da sua aplicação?

Para entender melhor a importância da tecnologia no RH, vale voltar ao passado. Vamos relembrar as características do setor? Ele era extremamente operacional. Pensar nesse departamento nos moldes antigos é ter em mente um móvel repleto de papéis, com trabalhos manuais, tarefas repetidas, colaboradores exaustos e demandas propícias ao erro constante.

A aplicação da tecnologia na gestão de RH muda radicalmente essa realidade das organizações. As automações de atividades, por exemplo, apresentam importância na hora de otimizar o tempo, no alcance das metas, melhoria dos processos, redução da burocracia e outros.

Nesse contexto, conseguimos uma gestão estratégica de pessoas, cujo propósito é melhorar os resultados de cada colaborador e da própria empresa por meio da análise e definição de ações com foco no treinamento e desenvolvimento da equipe. Assim, o RH assumiu um papel mais estratégico, conhecido por RH inteligente.

Com a evolução tecnológica, outras organizações repensaram suas estratégias. Sendo assim, o setor de Recursos Humanos sai de um patamar operacional para valorizar e investir em uma gestão de pessoas por competência por valorizar as diferentes competências da equipe para atingir os objetivos da corporação.

Quais as vantagens de automatizar o RH?

Um setor é automatizado quando usa a tecnologia a seu favor. Nesse caso, as demandas são executadas com o suporte de plataformas ou ferramentas digitais que agilizam a parte burocrática. Resultados como otimização do tempo, menor incidência de erros e outros pontos podem ser comprovados no cotidiano do setor.

A tecnologia tem capacidade de gerar fortes impactos nas rotinas do RH digital. Dito isso, o que acha de conhecer as vantagens de automatizar o RH de sua empresa? São pontos que daremos destaque para alavancar ainda mais os resultados do seu departamento. Acompanhe cada detalhe!

Menor notificação de erros

Ao automatizar os processos, o gestor tem a certeza que haverá menor incidência de erros, cobranças e insatisfações. Por que isso acontece? A resposta é simples! A gestão das operações se torna mais eficaz e o controle das tarefas é mais preciso.

Nesse sentido, sobra até espaço para implantar uma gestão humanizada, desenvolvendo, assim, relações mais saudáveis por meio da aproximação dos líderes com os liderados.

Aproveitando, o que acha de entender o que sua empresa ganha quando consegue ter menores notificações de erros? Vejamos:

  • aumento da produtividade da equipe;
  • ganho de tempo durante a execução das tarefas;
  • maior lucratividade no empreendimento.

Otimização do tempo

Quando mencionamos o termo automação de processos, logo nos reportamos a palavra-chave otimização do tempo. Sendo assim, a empresa tem a oportunidade de oferecer um serviço com maior rapidez, pois as tarefas são executadas em um menor prazo. Quais consequências isso traz para sua empresa? Acompanhe:

  • cumprimento das metas organizacionais;
  • maior satisfação da clientela;
  • destaque da empresa perante os concorrentes.

Melhoria na análise de dados

As empresas que usam a automação de processos de RH podem se beneficiar de outro elemento importante, que é o acesso à análise de dados por meio de ferramentas tecnológicas. Com isso, você garante as informações e o compartilhamento em frações de segundos. Veja outros resultados importantes:

  • as informações ficam disponíveis em um só lugar, ou seja, na plataforma;
  • informações em tempo real, maior controle gerencial e ajustes das tarefas;
  • mapeamento das tarefas executadas para avaliar o desempenho do time.

Padronização das tarefas

Contar com um sistema automatizado de RH é garantir que as tarefas serão feitas de forma padronizada. Quais os impactos dessa ação? Além de redução dos erros, temos outro ponto favorável, que é o menor tempo gasto na execução das demandas. Fora esses pontos, existe mais algum que podemos acrescentar? Confira:

  • redução de custos operacionais;
  • entrega de produtos ou serviços com maior percepção de valor;
  • maior engajamento da equipe.

Eliminação de esforços desnecessários

Fazer a automação de processos de RH é ter condições de gerenciar as tarefas dos colaboradores com maior controle. Sendo assim, é possível eliminar os esforços desnecessários e focar nas ações que geram impacto no departamento. Confira outras consequências desse processo:

  • diagnóstico dos erros em tempo real e possibilidade de sanar problemas;
  • mais tempo para questões estratégicas do setor;
  • ter condições de analisar o desempenho da equipe e propor melhorias.

Melhor experiência para a equipe

Automatizar os processos do setor de recursos humanos não é uma tarefa simples. Entretanto, cabe ao gestor sensibilizar a equipe, mostrando que a nova metodologia de trabalho vem para proporcionar uma melhor experiência para todos os envolvidos. Aproveite para conhecer outros resultados dessa prática:

  • relacionamento satisfatório entre a equipe e a organização;
  • entrega de produtos e serviços com qualidade;
  • fortalecimento da cultura organizacional.

Comunicação interna mais alinhada

Sem diálogo, é impossível fazer o alinhamento da equipe e muito menos alcançar os objetivos da corporação. Fazendo a automação de processos de RH, dá para criar mecanismos de comunicação interna. Eles são úteis por gerar relatórios, documentos e até avisos de mensagens com um simples disparo automático. Seguem outros benefícios:

Quais as melhores soluções tecnológicas?

São dezenas de tarefas que o setor de RH precisa desempenhar no cotidiano para garantir uma boa gestão do departamento. Começando a enumerar, temos recrutamento e seleção, plano de cargos e salários, folha de pagamento, armazenamento de dados e outras mais. No fim do dia, você percebe que a gestão estratégica é sempre um assunto que fica em segundo plano.

Agora, vamos subir de nível! Imagine ter todas as demandas do setor de recursos humanos sendo operadas por ferramentas ou plataformas digitais. É aqui que a tecnologia entra em ação para fornecer dados, integrar informações e facilitar processos. Vale lembrar que todas em conjunto otimizam a gestão de RH. Para simplificar as etapas, tome nota das 9 melhores soluções. Confira!

Compartilhar dados

O compartilhamento dos dados entre sistemas é uma incrível solução tecnológica. Ele dá a possibilidade dos gestores e da equipe responsável ter acesso às informações de uma forma rápida e prática. Não dá para negar o quanto isso otimiza a velocidade das operações, permitindo que sejam feitas de forma simultânea.

Criar videoconferências

Todo gestor precisa fazer reuniões e entrevistas. Em tempos de pandemia, nada melhor que dispor de ferramentas que permitam a realização dessas tarefas e até treinamentos à distância. Vale ressaltar que essa solução representa otimização do tempo e, inclusive, a redução de despesas com transportes e viagens.

Gerenciar tarefas

Existem ferramentas que permitem o planejamento das tarefas, a distribuição entre os colaboradores e o acompanhamento da execução. É satisfatório ter uma solução dessa em sua empresa, pois ainda dá o suporte para o gestor analisar os resultados, propor remanejamentos e até criar planos de incentivos à produtividade.

Organizar e-mails

Diariamente, dezenas de e-mails lotam a caixa de entrada dos profissionais. Como solução tecnológica, existem sistemas que se encarregam de organizar o correio eletrônico e, inclusive, dão suporte na localização de contatos, anexos e até documentos. Essa simples ação só tem a contribuir para uma gestão eficiente.

Recrutar e selecionar pessoal

Os processos de recrutamento e seleção podem ser bem mais simples se ocorrerem com o suporte de soluções tecnológicas. Não importa se é a criação de um banco de currículos, cadastros ou triagem dos candidatos. Elas podem favorecer o bom desempenho das tarefas e, inclusive, as chances de acertos são maiores.

Avaliar desempenho

Todo gestor precisa avaliar o desempenho do seu time. Sendo assim, já existem ferramentas que armazenam informações sobre a performance do colaborador. Uma solução tecnológica desse tipo é fundamental em sua organização, pois serve com um “termômetro” para medir desempenhos, propor treinamentos e incentivos.

Gerar folha de pagamento

Gerenciar uma folha de pagamento em Excel é uma árdua tarefa, pois envolve salários, horas extras, afastamentos, benefícios e outros. Entretanto, com a inclusão de soluções tecnológicas, essa missão pode ser desenvolvida de uma forma bem mais simples, ágil e com a menor probabilidade de erros.

Estabelecer planos de carreira

Ter o apoio de soluções tecnológicas na hora de elaborar planos de cargos e salários é uma opção bastante inteligente. Portanto, se você deseja acompanhar o desenvolvimento do seu time e planejar a progressão de carreira de maneira mais efetiva, a dica é contratar serviços informatizados de empresas especializadas.

CTA 5NV 04 1
CTA Lideranca 4.0 o que voce precisa saber sobre isso2

Gerir o tempo

Sempre ouvimos a frase: “Tempo é dinheiro”. No mundo dos negócios, ele jamais deve ser desperdiçado. Nesse sentido, vale implantar soluções tecnológicas no setor de recursos humanos para haver o controle dos horários de entrada, saída e, inclusive, relatórios das horas gastas durante a execução de tarefas.

Como fazer análise de dados?

Números são informações! Eles não só servem para os departamentos de finanças, marketing e administrativo. No setor de recursos humanos, as pessoas geram dados que devem ser analisados para direcionar as ações estratégicas e os processos do departamento.

Para um melhor entendimento, vale ressaltar que uma boa análise de dados em RH coleta informações, ordena os dados, verifica padrões da empresa e extrai lições que auxiliam os líderes da equipe. Tudo isso é um norte que direciona o sentido das ações a serem desenvolvidas para gerar maior impacto.

Aqui, vale ainda destacar outro ponto importante. Trata-se da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Nela, estão contidos os princípios, direitos e deveres quando o assunto for tratamento dos dados pessoais dos titulares. As normas devem ser seguidas por empresas públicas e privadas.

A LGPD surge para proteger os dados pessoais dos titulares. Vamos a um exemplo. Em um processo de recrutamento e seleção, como isso se aplica? Nesse caso, cabe a empresa coletar apenas as informações que forem importantes para esse fim específico. Além disso, é preciso ter as políticas de privacidade claras e disponibilizadas para os candidatos.

Agora, vale apresentar dois itens muito usados na gestão de recursos humanos. É o People Analytics e a leitura de dados. Vamos trazê-las com riquezas de detalhes para serem implementadas em sua empresa.

People Analytics na gestão do RH

O que é o People Analytics? Certamente, você já ouviu esse termo várias vezes, mas não consegue interpretar quanto essa ferramenta é útil em sua empresa. Como a própria tradução já diz, ela é para a análise de pessoas.

Para dar conta dessa demanda, a ferramenta age de forma holística, ou seja, a ciência de dados é aplicada à performance, no processo de recrutamento e seleção, bem como no desempenho, cultura, desenvolvimento e demais processos.

O People Analytics faz a análise de informações sobre o comportamento das pessoas, por meio da tecnologia. É um processo rico, pois auxilia os gestores na escolha dos colaboradores que estão alinhados com os objetivos do negócio.

Contudo, não para por aqui. Ele se aplica a outras situações. Se o gestor precisa demitir, contratar, criar treinamentos ou quem sabe estabelecer políticas de remuneração, é bom recorrer ao People Analytics para tomar as melhores decisões.

Quando se fala de People Analytics na gestão de RH, existem outros pontos interessantes que devem ser registrados. Aqui, os destaques se devem à antecipação de necessidades. Vejamos maiores detalhes!

  • o People Analytics identifica profissionais estratégicos que devem compor o quadro de colaboradores;
  • indica líderes para prevenir problemas, como as falhas de comunicação;
  • usa o volume de informações para prever comportamentos na empresa, com o suporte de um software de análise de dados específico;
  • permite a antecipação do comportamento de candidatos nos processos seletivos, para identificar fatores que possam interferir na satisfação e na produtividade.

O que podemos entender mais sobre People Analytics? É uma incrível ferramenta que amplia a possibilidade do gestor tomar decisões mais acertadas, bem como facilita a elaboração de planos conectados com a realidade da empresa.

Implementação da leitura de dados na gestão do RH

Antes de darmos continuidade, vale lembrar que o gestor da sua empresa precisa ter consciência que a leitura de dados é uma análise importante para o setor de recursos humanos. Nesse sentido, é bom alinhar as expectativas e as ações que vão nortear o futuro da empresa em busca dos objetivos organizacionais.

Para facilitar sua missão, resolvemos trazer pontos que devem ficar em evidência na hora de construir e fazer a leitura dos dados. É só conferir cada orientação e implementar na sua corporação!

Defina metas e objetivos

O que sua empresa busca? Quais os objetivos? Os gestores precisam ter respostas para essas perguntas, pois elas representam o fator-chave desse processo. Os pontos foram definidos? Agora é só traçar o caminho que sua empresa deve percorrer e detectar quais dados precisam ser monitorados para criar as melhores estratégias.

Convide uma equipe de especialistas

Para obter sucesso nas tarefas, o líder deve contar com uma equipe de especialistas, ou seja, com conhecimentos variados e analíticos. Além disso, outros requisitos se somam, como colaboradores com visão estratégica, de processos e negócios. Reuniu todos? É só coletar as informações e interpretá-las.

Identifique os indicadores

Definiu as metas e objetivos? Já pode contar com uma equipe de especialistas? Fez a interpretação dos dados? É hora de identificar os indicadores primários e secundários, como os relacionados ao nível de satisfação, feedback de desempenho e outros. No fim, decida quais informações devem ser aproveitadas no processo.

Impacte a empresa

O momento requer correlacionar os dados para atuar de forma estratégica. Sendo assim, a partir de agora, as decisões são direcionadas às reais necessidades dos colaboradores e da organização. Vale ressaltar que as informações apresentadas trazem elementos de impacto, para decidir os rumos da empresa em seus propósitos.

Use a tecnologia

Definir os indicadores de RH é uma tarefa dos especialistas que fazem a análise de dados. Para reunir os números, é bom se valer do uso de softwares, pois eles mensuram características dos colaboradores, apontam informações sobre processos de recrutamento e, inclusive, apresentam informes sobre produtividade.

Quais são as tendências para o setor?

Aos moldes antigos, o RH burocrático perdeu espaço para o RH Digital. O que se vê são ferramentas e softwares que trazem um novo olhar e outras maneiras de executar as tarefas do setor. Por isso, as rotinas operacionais passaram a ser operadas por máquinas, com o suporte da tecnologia, e cabe aos gestores se concentrar na gestão do capital humano. Isso se chama RH estratégico!

O RH estratégico está focado na mensuração de dados e indicadores para dar respostas favoráveis ao departamento. Medição de desempenho, avaliações constantes e diversas formas de incentivos fazem parte de um sistema que já prevê um futuro marcado por novas tendências. Quer saber quais são? É bom tomar nota e adequar os processos da sua empresa o quanto antes. Acompanhe!

Inteligência Artificial

Os algoritmos baseados em inteligência artificial são fortes aliados na gestão de RH visto que automatizam as funções administrativas como o processo de recrutamento e seleção e outros, além de fornecerem indicadores importantes para a tomada de decisão na organização.

Pode até parecer estranho, mas antes mesmo de entrevistar os interessados na proposta de trabalho, as empresas têm acesso a fontes variadas de informações, para investigar quem é o possível candidato.

Vale ressaltar que essa abordagem é válida, pois permite que a organização contrate uma equipe que melhor se identifique com a cultura e as políticas da empresa. Outro detalhe importante é que a chance de rotatividade é mínima.

Salário emocional

Apesar de ser um termo desconhecido por muitos, o salário emocional já é uma forte tendência no mundo do RH. Se trata de políticas estratégicas que visam a retenção de talentos, como remuneração variável, ginástica laboral, jornadas de trabalho flexíveis, espaços de lazer e outras dezenas de benefícios.

Não restam dúvidas de que promover incentivos emocionais para o seu time proporcionará satisfação e bom clima organizacional. Tudo isso pode refletir em aumento do engajamento, comprometimento e maior produtividade.

Teletrabalho

Com a pandemia, a tecnologia em RH cresceu de forma exponencial, trazendo novos modelos de trabalho. Um deles é o teletrabalho. O que isso significa? Por conta do isolamento social, muitos colaboradores passaram a desenvolver seus ofícios no formato home office. Essa é uma tendência que não pretende recuar.

Para atender às demandas com precisão, as empresas recorreram ao uso de ferramentas tecnológicas avançadas, para dar o suporte a cada colaborador no desempenho de suas tarefas e, sobretudo, na comunicação entre líderes e liderados.

Avaliação de desempenho constante

Outra tendência é a avaliação de desempenho dos colaboradores em tempo real, de forma contínua e integrada. Em decorrência da pandemia, as organizações perceberam que precisam de adequações, se atualizar a todo instante e inovar. Logo, essa prática já se aplica no cotidiano das ações desenvolvidas pelas equipes.

É bom deixar claro que esse processo deu espaço a um ambiente de avaliações contínuas, no qual gestores e colaboradores criaram um ciclo de expectativas e feedbacks constantes.

Gamificação como ferramenta de integração

Se sua organização pretende lançar desafios para a equipe, nada melhor que aproveitar as riquezas de uma ferramenta conhecida por gamificação. Ela já é uma forte tendência nas empresas, pois traz inúmeros benefícios como o engajamento e a interação entre os colaboradores.

Falar de gamificação é entender que os jogos interativos serão úteis à sua equipe no processo de educar, conscientizar, integrar, bem como estimular a criatividade e o senso de resolução de problemas comuns.

No cenário atual, efetivar uma boa Gestão de Recursos Humanos é um trabalho desafiador. São fatores cruciais vindo do micro e do macroambiente. Se já estava complicado enfrentar a concorrência, a pandemia só agravou a situação. Entretanto, não dá para esperar o futuro chegar. Vale adequar os processos, mensurar as performances individuais, definir planos de sucessão e implantar soluções tecnológicas para apresentar diferenciais competitivos no mercado.

Precisa de ajuda para implementar a Gestão de Recursos Humanos em sua empresa? Entre em contato conosco e fale com nossos especialistas!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp